Quem sou eu

Minha foto
Sou formado em Biomedicina e Medicina Veterinária, especialista em Reprodução Humana. Trabalho como embriologista desde 2004, tendo atuado nos maiores Centros de Reprodução Humana da América Latina, com experiência de mais de 5000 casos. Recentemente tive mais um grande motivo para amar e me dedicar ainda mais a minha profissão com o nascimento do meu filho. É um sentimento que desejo para todas as pessoas no mundo e o que eu puder fazer para ajudar aqueles que querem engravidar eu farei. Sendo assim o objetivo desse Blog é de ajudar e informar casais que tem dificuldade de engravidar além de compartilhar novidades e conhecimento com pessoas das áreas da saúde.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Da transferência ao Resultado: Entenda o que acontece durante esses dias!

Olá pessoal, tudo bem?

O período pós transferência dos embriões é geralmente muito estressante para algumas pacientes, para outras de muita ansiedade e para todas um período de muita expectativa. Talvez seja um período meio obscuro, afinal não podemos mais controlar e dar informações pelo laboratório, é um período que depende muito da capacidade do embrião e de sua sintonia com o endométrio ( camada interna do útero).

Algumas pessoas me pediram para explicar sobre o que acontece no período, geralmente de 12 dias, pós-transferência até o dia do B-hCG (exame de gravidez). Antes, sugiro que leiam a explicação que dei sobre a Classificação dos embriões, para auxiliar no entendimento dessa postagem. Segue abaixo a explicação passo-a-passo desde o dia da retiradas dos óvulos até o exame de gravidez:

O dia da ICSI é considerado o dia 0 (zero) - é o dia do "encontro dos gametas".




Dia 01:No dia seguinte da ICSI, verificamos no laboratório a fertilização dos oócitos que foram injetados pela visualização de Dois Prónucleos sendo um do óvulo e outro proveniente do espermatozóide. A fertilização termina com a união dos dois prónucleos e os cromossomos materno e paterno se "embaralham" dando origem a um DNA novo e único.



Dia 2: verificamos a clivagem dos embriões, após a formação de um novo DNA, damos início a divisão celular ou clivagem das células. O ideal é que o embrião esteja com 4 células após 48hs da ICSI. Algumas clínicas (como eu), já não fazem mais essa checagem de dia 2, pois estudos recentes demonstram que ficar tirando os embriões da incubadora para a checagem pode ser prejudicial para seu desenvolvimento.




Dia 3: O embrião deve estar com 8 células após 72hs da ICSI, A transferência dos embriões geralmente é feita neste dia ou no dia 5.

Dia 4: o embrião deve estar no estágio de mórula, a partir daqui a contagem do número de céulas é mais difícil, pois o embrião possui cerca de 16 células e inicia-se um processo de compactação dessas células.



Dia 5: O embrião deve estar no estágio de blastocisto. O blastocisto ja possui uma estrutura mais complexa e diferenciada, por isso existe uma tendência de transferência em dia 5, recomendado para pacientes com mais que 5 embriões. Pois conseguimos selecionar melhor os embriões para transferência, pois nem todos chegam a este estágio. O blastocisto é, basicamente, caracterizado pela presença de:
- uma massa celular Interna (ICM) : é uma estrutura rica em células-tronco embrionárias, que são responsáveis pela origem do embrião (feto).

- Trofoblasto ou Trofectoderma: camada periférica de células que darão origem a placenta.



Dia 6: a divisão celular continua, já é tão grande o número de células que o blastocisto consegue romper e sair da zona pelúcida que o envolvia, permitindo assim ele "buscar" um local para fixar-se no útero. (Também podemos transferir embriões em dia 6, em alguns casos)



Dia 7: O embrião se prende ao endométrio e busca novas maneiras de se nutrir, para isso, ele começa a invadir o endométrio em busca de vasos sanguíneos, dando início ao processo de implantação.




Dia 8: o processo de implantação continua, as células do blastocisto denominadas "sinciciotrofoblasto" produzem enzimas que vão "escavando" o tecido endometrial e destruindo algumas células do tecido que servirão de nutrição e o blastocisto vai assim crescendo e penetrando ao tecido.



Dia 9: O blastocisto consegue atingir os vasos sanguíneos para se nutrir e está implantado ao endométrio. As células do sinciciotrofoblasto começam a produzir o hormônio da Gonadotrofina Coriônica - hCG, para "avisar" ao corpo materno que existe um embrião ali e que o ovário precisa continuar produzindo progesterona. Se não houver esse aviso por parte do embrião, dentro de 3 a 5 dias a mulher menstrua. Atenção: os níveis de hormônio produzidos nessa fase, ainda não são detectáveis por nenhum exame!



Dias 10 e 11: o embrião ou concepto como é chamado nessa fase, já está completamente implantado no útero, com circulação sanguínea funcionante para sua nutrição, com sua estrutura bem mais complexa e diferenciada tanto na parte embrionária quanto a placentária.



Dias 12, 13 e 14: O útero sofre modificações nesse período se organizando para a gestação devido a "notificação" emitida pelo embrião pela produção do hormônio. A placenta nessa fase está bem organizada, desenvolvimento nessa fase é maior em relação ao embrião. O embrião continua sua diferenciação nas células determinando " quem vai fazer o que".

Dia 15: Doze dias depois da transferência é chegado grande dia do exame de gravidez, a partir dessa data os níveis hormonais de hCG são detectáveis no sangue materno e provavelmente nesse dia ocorreria a menstruação para os casos em que o embrião não conseguiu se desenvolver adequadamente. A partir dessa data, já é possível a visualização do saco vitelino ao exame ultrassonográfico. Um pequeno sangramento vaginal nesse período não elimina a gravidez, pois pode ser um sangramento resultante do processo de implantação do embrião. Como descrito anteriormente, o embrião invade os tecidos em busca dos vasos sanguíneos e durante esse processo pode extravasar sangue para o útero.


Portanto, não façam o exame de gravidez antes do dia indicado pela clínica, pois isso pode gerar uma frustração, com descarga de adrenalina e outros fatores que podem interferir na implantação do embrião.

Espero que tenham gostado!

Grande abraço, fiquem com Deus!





7 comentários:

  1. Excelente o seu blog e as informações repassadas! Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Olá Dr. Bernardo Moura.

    Nunca escrevi em nenhum blogue, mas desta vez tive necessidade de o fazer.

    Tenho 39 Anos e no dia 2 de Maio transferi 3 embriões. Dois com 8 células e com 20% fragmentação e o 3º com 10 células assimétrico.

    Estou muito ansiosa e até fiquei em casa na vez de trabalhar.

    A questão é a Idade... a possibilidade ou não de ficar grávida e os sintomas... Não sinto rigorosamente nada e esta é a 3ª ICSI que faço...

    Muito Obrigada pelo Blogue. Gostei muito.

    Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Sandra, eu que agradeço a leitura e o contato. Não entendi muito bem a data em que fez a transferencia. Independente disso, voce não deverá sentir nada mesmo até o dia do teste de gravidez, estando grávida ou não. Mantenha a calma e controle a ansiedade, voce transferiu bons embriões, tenha fé!!! um abraço

      Excluir
    2. A data foi 2 de Junho e não, 2 de Maio.
      Irei fazer o teste na 2ª feira dia 13 de Junho.

      Muito Obrigada pela força. A ansiedade é muito complicada nesta fase.

      Excluir
  3. Bernardo,obrigada por esse post caprichado e cheio de detalhes.Amei!!!
    Posso aproveitar pra perguntar uma coisa? Pq alguns embriões no momento do descongelamento perdem células?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Dani, tudo bem? Agradeço a leitura e o contato. O processo de congelamento de descongelamento, é um processo delicado em que exige um bom funcionamento das membranas das células que formam o embrião, pois para congelarmos tem que ocorrer um processo de retirada de água das células pois a água é a maior vilã durante esse processo... se esse processo não ocorre muito bem isso pode danificar algumas células do embrião ou mesmo o embrião inteiro. Por isso algumas células sobrevivem e outras não...
      Espero que tenha te ajudado!
      abraço

      Excluir
    2. Bernardo, mais uma vez obrigada pelo retorno.
      Abraços

      Excluir